23 Comments

  1. Ha muitos produtos no Amazon com o nome de "Hemp Oil", mas nao diz nada sobre CBD, alguem pode dizer se e o produto certo? Tambem ha muitas dosagens diferentes, 500mg, 1000mg, 3000mg. Qual seia a diferenca? E quantas gotas usar por dia/vezes por dia, etc? Alguem twm alguma ideia? Muito Agradecido!

  2. IMENSO prazer te conhecer Dr. Lair. Eu estou disposto a enfrentar essa situação atual que o brasil está passando que é totalmente contra essa liberdade que é a alegria de pode levar a salvação e a paz que muitas familias e pessoas precisam. Vou te procurar Doutor e fica com DEUS! Precisamos de mais mentes positivas no mundo como a sua, FORTE ABRAÇO!

  3. que homem exemplo, ele apenas pede oração em troca de tantos beneficios e informações que nos passa, ele é um mito um profeta o maior de todos . Só de saber que ele é brasileiro isso ja me motiva todos os dias em vencer na vida. Obrigado dr.Lair por tudo que nos transmite . parabéns!!!!!!!!!!!!!!

  4. Eu tive eplepsia, conheci um médico naturalista aqui na minha cidade que me indicou um rapaz que faz o chá da maconha bem forte e vende aqui na cidade, eu tomei por um ano e meio 10 ml, e louvo a Deus por ter encontrado! Hoje não tenho mais nada, não tomo remédio a mais de 9 anos! Aqui em feira de Santana, ele chama de chá da vida, pq não pode vender como maconha… Ele vende pra hiv, pra epilepsia e pra doença de Chagas! Mto bom

  5. Muito obrigada Dr. Lair.! (*** O Sr. Foi, É, Um Anjo Na Terra Que Me Apareceu Milagrosamente No Meio Do Meu Grande Sofrimento Que Padeço Em Muitos Aspectos.*** )Em Portugal já se fala em legalizar a cannabis terapêutica… mas, "há algo por detrás da moita" que, "não interessa aos donos de Portugal"!… Eu padeço de fibromialgia o que engloba vários síndromes sendo a depressão nervosa o mais terrível e grave e estou ansiosa por testar esse medicamento da Cannabis só não sei onde e como adquiri-la…?!

  6. Dr. Lair, muitos dos seus comentários carecem de referências e são completamente sem fundamentos. Então vamos lá: A maconha entrou no EUA em 1600 trazida pelos colonizadores ingleses. Ela era usada para fazer cordas, velas, roupas, fumar, etc. Hemp é apenas mais uma gíria (assim como grass, weed, pot) e seu significado remete a linha, corda, fio. Por muitos anos, a cannabis foi chamada de planta de cânhamo porque essa era sua utilidade primária, fazer fios. Enquanto o cânhamo é do gênero Cannabis, que também inclui plantas abundantes em THC e outros canabinóides, as plantas cultivadas para o cânhamo são distintas porque têm vestígios desprezíveis de THC e são valorizadas por suas sementes e caules fibrosos. A Inglaterra dependia das colônias para produzir uma abundância de cânhamo e começou a perder o acesso ao cânhamo que crescia nos Estados Unidos, enquanto as tensões aumentavam na região em meados de 1700. Thomas Jefferson cultivou cânhamo, que ele disse "ser abundantemente produtivo e crescerá para sempre no mesmo local" (abundantly productive, and will grow forever on the same spot). Depois que o cultivo de cannabis para produtos de cânhamo diminuiu, seu cultivo para consumo aumentou de forma constante. O consumo recreativo de cannabis nos Estados Unidos é muitas vezes atribuído a imigrantes mexicanos no início do século XX. É possível, no entanto, alguns norte-americanos experimentaram as “inebriantes propriedades do cânhamo ”muito antes.

    O uso medicinal não começou em 1940. Existem registros em pergaminhos chineses de mais de dois mil anos relatando o uso da cannabis como erva medicinal. Não só o CBD, mas o THC tem várias aplicações na medicina. A natureza é muito sábia e não existe planta de cannabis sem THC. Será porquê? É o THC que protege as pessoas de náuseas quando estão em tratamento quimioterápico. É o THC que aumenta o apite de uma pessoa com AIDS. Está comprovado que o THC é mais eficaz no tratamento da dor que o CBD. Vários estudos indicaram que THC, CBD e fitocanabicromeno (CBC) podem exercer um efeito antidepressivo.

    Quando você diz euforia, o que isso significa? Como usuário eu digo que a euforia se resume a boas gargalhadas e fome, absolutamente mais nada. O que é euforia, visto que o efeito da cannabis é deixar a pessoa letárgica? A cocaína também causa euforia e os efeitos são iguais? Claro que não. Sua fala deixa o ouvinte leigo com dúvidas e carece de explicações técnico-científica.

    Cannabis não causa dependência pois é uma planta não tóxica. O jovem fuma muito cannabis porque ainda não encontrou nada de interessante para fazer da vida. Tenho amigos que “comiam” maconha na juventude e eu pensava: “Esses ai já eram.” Hoje vejo que eu estava completamente errado e essas pessoas são excelentes médicos e engenheiros.
    Fumar é uma forma sim de acessar os princípios medicamentosos da cannabis. Você está completamente errado.

    A proibição da cannabis no EUA foi puramente um movimento de estratégia de mercado. Os principais atores desse movimento foram: Harry Anslinger, a família Mellon do Mellon Bank e também donos da Golf Oil Corporation atual Chevron-Texaco, General Motors e a Du Pont. Estranho, no auge da produção de biocombustível e firbras derivado da cannabis, a Du Pont produz um fio chamado náilon. Enquanto isso, Hanry Ford, concorrente da Chevrolet, apoiava a produção de biocombustível extraído das sementes de cânhamos. Um concorrente para a industria de combustível fóssil? Não pode. A corja de Harry Anslinger precisava eliminar a concorrente a assim o fez, fomentando publicações e movimentos mentirosos para proibir a cannabis. A história é longa. As ideias proibicionistas de Anslinger reverberaram por todo mundo e se a cannabis, hoje, é ilegal em praticamente todo o mundo, não é exagero dizer que o maior responsável foi Harry Anslinger.

    Dr. Lair, recomendo que o senhor volte e refaça o dever de casa, porque assistindo seus comentários, francamente, percebo facilmente a falta de intimidade com o assunto. Estude o triplo. Para começar seu estudo recomendo o livro A New Leaf: The end of cannabis Prohibition.

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*